A ansiedade é uma realidade presente na vida de muitos brasileiros. Em momentos de preocupação e incertezas, ela surge de diversas formas, afetando nosso bem-estar e produtividade.

Vamos explorar como a ansiedade se manifesta em nosso dia a dia e como podemos aliviar seus sintomas com uma abordagem eficaz: o exercício físico.

O Alvo da Ansiedade

Somos seres ansiosos por natureza. Queremos que tudo aconteça imediatamente, mas, ao mesmo tempo, não gostamos quando as coisas se desenrolam rápido demais.

Ficamos ansiosos tanto por inatividade quanto por excesso de tarefas. Essa dualidade torna a ansiedade uma constante em nossas vidas.

Dados Alarmantes

A ansiedade é um problema real e crescente. Dados da OMS indicam que o Brasil é o país mais ansioso do mundo, com o maior índice de ansiedade patológica.

Em uma pesquisa nacional de 2023, cerca de 27% dos brasileiros relataram um diagnóstico médico de ansiedade. Entre os jovens de 18 a 24 anos, o número sobe para 32%.

Causas da Ansiedade no Brasil

A insegurança, tanto física (violência e crime) quanto financeira (desemprego e inflação), contribui significativamente para esses números alarmantes. A incerteza sobre o futuro amplifica a ansiedade, tornando o Brasil líder nesses índices preocupantes.

Alívio para a Ansiedade

Mesmo sem considerar o transtorno patológico, muitos de nós vivenciamos a ansiedade diariamente.

A preocupação constante com problemas futuros e o medo de algo dar errado são sentimentos comuns. Se resolver a raiz da ansiedade de imediato é difícil, existem maneiras eficazes de amenizar seus sintomas.

Exercício Físico: Uma Solução Concreta

Sim, é simples, mas funciona. Centenas de estudos demonstram que a atividade física reduz os sintomas de ansiedade.

E há uma maneira específica de se exercitar para otimizar esses benefícios.

Vamos explorar quatro aspectos importantes:

1. Alta Intensidade

A boa notícia é que não é necessário treinar por muito tempo. A má notícia (para alguns) é que o exercício de alta intensidade é mais eficaz em reduzir a ansiedade. Estudos mostram que exercícios de alta intensidade resultam em melhorias mais rápidas e significativas do que os de baixa intensidade. Isso pode incluir correr em vez de andar, ou fazer treinos intervalados ao invés de musculação.

2. Ao Ar Livre

Exercitar-se ao ar livre combina duas formas eficazes de reduzir a ansiedade: atividade física e exposição à natureza. Ambientes como parques, clubes e ruas ajudam a reduzir a ativação de áreas do cérebro associadas a pensamentos ansiosos.

3. Divertido

Escolher uma atividade que você goste é crucial. Se o exercício te estressa ou machuca, os benefícios podem ser contrabalançados negativamente. Encontrar algo que você realmente curta aumenta as chances de manter o hábito e torna o processo mais leve e sustentável.

4. Hábito Angular

O exercício físico é um “hábito angular”, ou seja, um hábito que melhora outras áreas da sua vida de forma automática. Ele melhora o sono, reduz a impulsividade alimentar, aumenta a disposição e pode substituir hábitos negativos.

Incorporar exercícios físicos na sua rotina não só alivia os sintomas da ansiedade, mas também traz benefícios abrangentes para sua saúde mental e física.

Portanto, se você está em busca de uma solução prática para a ansiedade, investir em atividades físicas pode ser o primeiro passo para uma vida mais equilibrada e tranquila.

Para se aprofundar mais nesse tema, não deixe de assistir o vídeo abaixo:

Categorizado em: